11 September 2011

Ele é uma viagem

super figurinha man
Presta atenção nessa imagem acima. Meu sobrinho é esse aí. Um menino espirituoso, hoje com três anos, nove meses e 26 dias. Contemplou o mar de Olinda, assim, como quem estivesse reflexivo, preocupado com algo, com um amor perdido ou, sei lá, com o pensamento longe. 


O trocinho acorda cedo, e com ele, a casa inteira. Difícil mesmo é alimentá-lo. Na mamadeira, toma um leite rosado, com gosto duvidoso, sabor morango, mas que só contém açúcar. Mas é o sinal de que o sono está vindo. Quando ele pede esse "preparo", todos correm pra atendê-lo.

Que sandices eu digo. Qualquer pedido dele é uma ordem. Ele impera. Imperioso, voluntarioso, majestoso. Um reizinho lindo, com os olhos mais doces e os cílios mais longos que eu já vi, numa criança. O olhar dele é congelante. E sabe que é um sedutor.

Tem os dentinhos brancos, da mesma cor da marca da sunga, em sua bundinha. Esta, ideal para mordidinhas de primos e tias corujas.

Eu gostaria de congelar cada gesto inusitado, cada fala inteligente dele. O menino consegue surpreender sempre. Já deitado, no carro, nos orienta: "me acorda quando chegar na praia". Uma delícia de abusado!

Escolhe o que assistir, o que comer, o que vestir. Decide quando falar, quando beijar, quando dar carinho. Uma tortura essa espera, para pessoinhas carentes, como eu.

Está naquela fase pra lá de egocêntrica. Ele e seus porquês. Não quer respostas. Quer brincar de perguntar. E o porquê entra na sequência, endoidando os adultos em encontrar lógica no porquê dele ou na resposta dada.

Corre rápido, e ensaia um sorriso bem forçado, ao entender que é pra posar para mais uma foto. Dar altas gargalhadas com os seus dvds prediletos. Aprende inglês com o predileto: Diego, irmão de Dora, que é outro dvd.

E foi assim que vivi os últimos sete dias: querendo que o tempo parasse, pra curtir o meu amor, meu super man, título de uma música bobinha, que ele implora que toque alto no carro, pela enésima vez.

Eu consegui arrancar dele uma declaração. Meio forçada, mas valeu. Eu perguntava todos os dias, como um mantra: "quem é o amor da vida de Tia Ju? " Ele parava, pensava um pouco, e respondia orgulhoso: "o Lucas!".

Mas a hora da partida chegou. Pedi que ficasse comigo. Me disse ele que precisava ir para Rio Branco "para cuidar de Madona, Sereia e Snoopy (seus dois cachorros e seu peixinho)".

Por isso tudo, a despedida na madrugada de hoje foi sofrida. Ele estava com sono e recusou qualquer contato comigo. No colo do pai, claro... aquele grude de sempre!

E após vê-lo partir, entrada do embarque a dentro, voltei pra minha vidinha alagoana, torcendo para o próximo reencontro.

E quando cheguei em casa, uma surpresa: Lucas estava espalhado pelos quatro cantos. O shampoo no meu banheiro. A almofada na minha cama. Um item do baldinho de praia, na varanda. Agora, aqui. E lá vem mais choro, meu super man

16 comments:

  1. Oh, que fofinho... imagine se fosse filho, hein, tia Ju... ninguém aguentaria uma mãe tão coruja, tão babona!

    Esses pequenos seres vêm pra terra pra mudar a vida da gente mesmo e nos deixar embasbacadas com o que dizem e fazem.
    Acredito que Lucas e Bento formariam uma boa dupla!
    bjo, amiga.

    ReplyDelete
  2. Adoro essas tias babonas... Lá vem mais um por ai para que seja titia emprestada, o que fazemos muito gosto, lógico. Um beijo Jú!

    ReplyDelete
  3. Eita muleque sem caracter...amo demais..saudade minha dinda...primeira visita ao seu blog..
    =D

    ReplyDelete
  4. Eh ele é desse jeito mesmo, so fala qdo quer e da carinho também, chegou e nem veio me ve amanhã vou visita-lo para saber como foi a viagem!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Anna Lu, esqueci de dizer que ele disse que tb precisava voltar pra Rio Branco, pra cuidar de Lulu, Lalá e Guga...acredita nisso? Risos... Bj, sobrinha!

      Delete
  5. Meu dindo, seja bem vindo! Te amo.

    ReplyDelete
  6. Lindo manifesto de tia coruja. Deu quase pra ver o querido sobrinho aqui na minha frente. Viajei com vocês dois. Um beijo, amiga viajante.

    ReplyDelete
  7. Oi Marcelo...eu estou e sou muito apaixonada por ele. Um fofo! Bj, querido.

    ReplyDelete
  8. #comentario2. Leu, eu confesso q me emocionei lendo esse post sobre o nosso amado lukinhas. Quando eles chegaram eu estava em uma chacara, cheguei domingo a noite mt cansada e n fui visita-los. mas na segunda o lucas ligou e disse: lalá vem logo..ja cheguei. nao pude resistir a esse chamado, qnd cheguei la ele disse: lala pq vc demorou tanto pra bater na porta? nessa hora me deu uma vontade de chorar..esses dias ando tao sensivel, rs. abraçei ele e dei um monte de bju..matei a saudade. E advinha o q ele me pediu? Assistir o dvd q vc tinha comprado pra ele: diego kkkk me disse q comprou na praia o dvd do peterpan, bela e a fera..etc. pediu pra bere fazer banana frita pra mim..pq ele ja tinha comido td. kkkk disse q amou andar de aviao..e claro falou q a tia ju dele é mt chorona kkkkk bju leu, saudades..nos vemos em janeiro. te amo.

    ReplyDelete
  9. Minha Leu, e Lalá do Lucas...sinta-se feliz e agraciada...esse moleque é louco por você!! Curta muito essa fase tão linda dele...a gente se vê daqui a pouco...agora falta pouco! Bj, te amo!

    ReplyDelete
  10. Obrigada tia, me sinto agraciada msm por Deus por ter um primo tao fofo..hj vou durmir la, ja q amanha eu n trabalho. Mas ele n gosta so de mim nao...ele gosta de td mundo, so precisa saber conquistar ele. Os meses estao passando mt rapido msm..daqui a pouco chega janeiro...praia, festa e familia reunida. adoroooo!! =D

    ReplyDelete
  11. Lucas continua desse jeito, só que agora um pouquinho mais velho... kkkkk!!! Agora q tenho angry birds no meu tablet e tv led no quarto c dvd instalado eh meu melhor amigo... beijos tia!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Um reizinho um pouquinho mais velho... risos..

      Delete
  12. Berê (mãe do Lucas e cunhada da Viajante)24 September 2012 at 21:22

    Oh! Ju eu adoro esse amor que tens por Lucas!
    Eu gravei o texto ele, ta na loucura de conhecer as letras, quando tiver lendo vou mostrar a ele e com toda certeza ele vai amar, só espero que não chore como eu fiz durante todo leitura, lembrando de tudo! Rsrsrs !
    Obrigada sua linda!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ohhhhhhh... imagina como eu não chorei quando escrevi... risos... ele é um amor de criança...impossível não amá-lo cada dia mais.... beijo!

      Delete