7 March 2014

não foi um abandono

Estive envolvida com a vida lá fora. Com os dias de sol e de chuva. Já disse isso antes? Ah, desculpa. Está tudo tão misturado em mim que já nem sei distinguir passado do presente. Vivi tanta emoção nova, que não faço ideia do que fazer com as antigas, que idolatrava tanto. Foram tempos de recesso.

Problemas com a conexão também ajudaram a me distanciar da tela branca, e obviamente, do desejo de teclar. A limitação de acesso à internet me fez bem, por outro lado. É o tal do copo meio cheio.
Os vazios agora são outros. Não sei como vou lidar com a rotina conquistada. Precisarei de um tempo para digerir tudo e retornar para esse lugar paradisíaco chamado ALAGOAS.
Aos que aqui chegaram e se sentiram ilhados, insisto: também estive ilhada. E lá na ilha não faltaram coqueiros, praias, temperos diversos.
Após horas de estrada, num carro apinhado de malas e objetos de todos os tipos e tamanhos [até o meu suado violão que ganhei emprestado], já estou no porto.
Eu tento agora enxergar o que deixei para trás. Não vai ser fácil construir uma narrativa simples. Não consigo materializar em palavras sobre esse período intenso e turbulento em que estive na Bahia, que compreendeu as sonhadas férias e o sonhado carnaval de todo ano. É que sou fevereiro.
E como as águas de março chegaram, estou com uma ideia meio esquisita. Vou tentar recomeçar minha vida, sem escrever sobre esse intervalo. Uma espécie de "meu momento oculto". Posso?

10 comments:

  1. Como eu entendo isso... Que tudo revele seu lado bom, sempre. bj

    ReplyDelete
    Replies
    1. Vai passar, Gica! Beijo.... fica bem e vamos encher esse copo!

      Delete
  2. Claro que pode! é sempre bom guardar alguns segredos, é esse mistério que faz você charmosa. beijo

    ReplyDelete
    Replies
    1. Fofa!!!!! Obrigada pelo carinho. Beijo.

      Delete
  3. Resumo da ópera: A vida só começa depois do carnaval!

    Né isso?

    bjo.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Isso!!! Você acertou na mosca, Patiinha! Essa sensibilidade das grávidas é uma viagem! risos... beijo!

      Delete
  4. Texto tão Clarice... Volte aos poucos, devagar (divagar) é tão bom!... Bjs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Devagar, divagar.... risos.... Beijos!

      Delete
  5. Sim, é claro que pode. Feliz retorno, amiga viajante. O diário de bordo há de seguir em grande estilo.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Quanta generosidade, Marcelo! Te admiro por ser assim! Beijo!

      Delete